Esportes

Viradas Palestrinas

O Palmeiras entra em campo na noite de quarta-feira (9) diante do Barcelona-EQU no estádio Palestra Itália pelo jogo de volta das oitavas de final da Taça Libertadores da América.

O Verdão necessita da vitória por dois gols de diferença para avançar à próxima fase, após o revés na partida de ida por um a zero a favor dos equatorianos. Ou então vencer por um a zero para levar a decisão para as penalidades máximas.

Na história da competição continental, o time alviverde esteve nessa situação em sete ocasiões. Apenas duas vezes o Palmeiras não teve êxito em seu objetivo.

Confira a relação dos jogos em que o Palmeiras necessitava vencer por dois gols de diferença para reverter uma vantagem na Libertadores:

1961

Perdeu por 1 a 0 primeiro jogo para o Peñarol. Não reverteu na volta. Empate em 1 a 1. Fase Final

1995

Perdeu por 1 a 0 primeiro jogo para o Bolivar. Reverteu na volta vencendo por 3 a 0. Fase Oitavas de Final

1999

Perdeu por 1 a 0 primeiro jogo para o River Plate. Reverteu na volta vencendo por 3 a 0. Fase Semifinal

Veja os gols da partida: https://www.youtube.com/watch?v=0x4fu7XqxgQ

Perdeu por 1 a 0 primeiro jogo para o Deportivo Cali. Reverteu na volta vencendo por 2 a 1. Fase Final (com vitória na decisão por pênaltis)

Veja os gols da partida: https://www.youtube.com/watch?v=qy7wIz06Ppo

2000

Perdeu por 4 a 3 primeiro jogo para o Corinthians. Reverteu na volta vencendo por 3 a 2. Fase Semifinal (com vitória na decisão por pênaltis)

Veja os gols da partida: https://www.youtube.com/watch?v=vqTi2cntRS8https://www.youtube.com/watch?v=vqTi2cntRS8

2001

Perdeu por 1 a 0 primeiro jogo para o São Caetano. Reverteu na volta vencendo por 1 a 0. Fase Oitavas de Final (com vitória na decisão por pênaltis)

Veja o gol da partida: https://www.youtube.com/watch?v=P5dmwbrffWo

2005

Perdeu por 1 a 0 primeiro jogo para o São Paulo. Não reverteu na volta. Nova derrota por 2 a 0. Fase Oitavas de Final

sampaio

FORZA VERDÃO!!!

Anúncios
Padrão
Esportes

Gols na estreia da Libertadores

Nas quinze edições que o Palmeiras já disputou na história da Copa Libertadores, ele só ficou sem marcar ao menos um gol na partida de estreia em duas ocasiões.

Em 1971, o primeiro gol alviverde no torneio surgiu dos pés do atacante Cesar Maluco no segundo jogo, em que o Verdão venceu o Deportivo Galícia da Venezuela por 3 a 2. Na estreia daquele ano, o time palmeirense foi derrotado pelo Fluminense por 2 a 0.

A outra vez que o Palmeiras não balançou as redes na primeira partida da competição foi em 1974. E o jejum só foi quebrado na terceira partida do Verdão.

Com um time misto e formado em sua grande maioria por reservas, o Palmeiras não priorizou o torneio naquele ano. Nos dois primeiros jogos, o time passou em branco e sofreu derrotas para São Paulo (2×0) e Jorge Willstermann da Bolivia (1×0).

O primeiro gol alviverde naquele ano surgiu dos pés de Fedato, na vitória por 1 a 0 sobre o Deportivo Municipal da Bolivia, na terceira rodada.

Confira a relação dos marcadores do primeiro gol do Palmeiras em cada edição da Libertadores:

1961 – Gildo (atacante)
1968 – Ademir da Guia (meia)
1971 – Cesar (atacante) – gol marcado apenas no segundo jogo
1973 – Milton (atacante)
1974 – Fedato (atacante) – gol marcado apenas no terceiro jogo
1979 – Jorge Mendonça (meia)
1994 – Edilson (meia)
1995 – Roberto Carlos (lateral-esquerdo)
1999 – Arce (lateral-direito)
2000 – Roque Júnior (zagueiro)
2001 – Lopes (meia)
2005 – Magrão (volante)
2006 – Marcinho (atacante)
2009 – Keirrison (atacante)
2013 – Henrique (zagueiro)

Relembre os gols da estreia do Palmeiras em sua última participação em 2013:

Confira os atletas inscritos e suas respectivas numerações para a edição de 2016:

1 – Fernando Prass (goleiro)
2 – Lucas (lateral)
3 – Edu Dracena (zagueiro)
4 – Vitor Hugo (zagueiro)
5 – Arouca (volante)
6 – Egídio (lateral)
7 – Dudu (atacante)
8 – Lucas Barrios (atacante)
9 – Cristaldo (atacante)
10 – Cleiton Xavier (meia)
11 – Zé Roberto (lateral)
12 – Gabriel Jesus (atacante)
13 – Roger Carvalho (zagueiro)
14 – Erik (atacante)
15 – Nathan (zagueiro)
16 – Victor Luis (lateral)
17 – Jean (volante)
18 – Gabriel (volante)
19 – Rafael Marques (atacante)
20 – Allione (meia)
21 – Thiago Santos (volante)
22 – João Pedro (lateral)
23 – Thiago Martins (zagueiro)
24 – Vinícius Silvestre (goleiro)
25 -Vagner (goleiro)
26 – Matheus Sales (volante)
27 – Robinho (meia)
28 – Rodrigo (volante)
29 – Alecsandro (atacante)
30 – Régis (meia)

libertadores 99

FORZA VERDÃO!!!

 

Padrão
Esportes

Estreia na Libertadores

A Conmebol divulgou os jogos do Palmeiras na primeira fase da Copa Libertadores. O Verdão estreia dia 16 de fevereiro, fora de casa, contra o vencedor de Universidad do Chile-CHI ou River Plate-URU.

Na história da competição, o Palmeiras nunca perdeu para equipes estrangeiras como estreante.  Em sete partidas, foram seis vitórias alviverdes e um empate.

Essa será a sexta vez que o time alviverde fará a estreia do torneio atuando como visitante. Em cinco jogos, foram três vitórias, um empate e uma derrota.

A estreia mais marcante em Libertadores no coração do torcedor palmeirense aconteceu em 1999. No dia 27 de fevereiro, no estádio do Morumbi, o Palmeiras venceu o seu maior rival Corinthians pelo placar de 1 a 0, gol de Arce, no primeiro Derby da história na taça continental. Naquele ano o Verdão conquistou seu único título da competição.

Caso o adversário da estreia seja o Universidad do Chile-CHI, essa será a segunda vez que as equipes se encontram num confronto inaugural. Em 2001, atuando no estádio Palestra Italia, o Verdão venceu os chilenos pelo placar de 2 a 1, com dois gols de Lopes.

Se o River Plate-URU for o adversário palmeirense, essa será a primeira vez que o Palmeiras jogará contra um time uruguaio na primeira rodada da Libertadores. Além de ser também o primeiro confronto da história entre as duas equipes.

Veja os jogos do Verdão na primeira fase da Libertadores:

16/2 (terça) – Palmeiras x Universidad do Chile-CHI ou River Plate-URU – visitante
2/3 (quarta) – Palmeiras x Rosario Central-ARG – mandante
9/3 (quarta) – Palmeiras x Nacional-URU -mandante
17/3 (quinta) – Palmeiras x Nacional-URU – visitante
6/4 (quarta) – Palmeiras x Rosario Central-ARG – visitante
14/4 (quinta) – Palmeiras x Universidad do Chile-CHI ou River Plate-URU – mandante

Confira as estreias alviverdes na história da Libertadores:

1961 – Palmeiras 2×0 Independiente-ARG – visitante
1968 – Palmeiras 3×1 Nautico-PE – visitante
1971 – Palmeiras 0x2 Fluminense-RJ – mandante
1973 – Palmeiras 3×2 Botafogo-RJ – mandante
1974 – Palmeiras 0x2 São Paulo-SP – visitante
1979 – Palmeiras 4×2 Alianza Lima-PER – visitante
1994 – Palmeiras 2×0 Cruzeiro-MG – mandante
1995 – Palmeiras 3×2 Grêmio-RS – mandante
1999 – Palmeiras 1×0 Corinthians-SP – mandante
2000 – Palmeiras 4×0 The Stongest-BOL – mandante
2001 – Palmeiras 2×1 Universidad do Chile-CHI – mandante
2005 – Palmeiras 2×2 Tacuary-PAR – visitante
2006 – Palmeiras 2×0 Deportivo Táchira-VEN – mandante
2009 – Palmeiras 5×1 Real Potosi-BOL – mandante
2013 – Palmeiras 2×1 Sporting Cristal-PER – mandante

Jogos: 15
Vitórias: 12
Empates: 01
Derrotas: 02

Como visitante

Jogos: 05
Vitórias: 03
Empates: 01
Derrotas: 01

Relembre a estreia de 1999 – Palmeiras 1×0 Corinthians:

https://www.youtube.com/watch?v=K0kwyZKCNr0

libertadores 99

FORZA VERDÃO!!!

Padrão
Esportes

América Alviverde

O ano de 2016 será a décima sexta vez que a Sociedade Esportiva Palmeiras disputa a Taça Libertadores da América. O Verdão tem uma longa tradição na disputa continental, sendo a primeira equipe brasileira a jogar uma final em 1961, logo em sua estreia no torneio, obtendo o vice-campeonato.

De lá para cá, foram mais três finais com um título de campeão (1999) e mais dois vices (1968 e 2000), o que coloca o Verdão como a segunda equipe brasileira que mais vezes chegou na decisão, junto com Santos, Cruzeiro e Grêmio.

Os palmeirenses também são a segunda equipe do Brasil com o maior número de participações, ao lado do Grêmio.

Com 148 jogos disputados em todas as suas participações, o Palmeiras também ostenta a segunda colocação entre as equipes brasileiras que mais vezes atuaram em partidas válidas pela Taça.

O Verdão teve por quatro vezes um dos seus atletas como artilheiro máximo do torneio: Tupãzinho (11 gols em 1968), Lopes (9 gols em 2001) e Washington e Marcinho (ambos com 5 gols cada em 2006).

Uma das maiores partidas da história do Palmeiras aconteceu justamente na Taça Libertadores da América. No dia 9 de março de 1994, no estádio Palestra Itália, o Verdão goleou o Boca Juniors-ARG, pelo placar de 6 a 1, com uma aula de bola, impondo ao seu tradicional rival a maior goleada sofrida em sua história em confrontos internacionais.

Na memória e no coração do torcedor alviverde, estarão sempre vivas as lembranças das duas decisões por pênaltis diante do seu maior rival Sport Club Corinthians Paulista, em 1999 e 2000, ambas vencidas pelo Verdão, com atuações marcantes do goleiro e ídolo Marcos.

Roque Júnior é um dos poucos atletas na história do futebol que teve a honra de ser campeão da Taça Libertadores da América,  Liga dos Campeões da Europa e Copa do Mundo de Seleções. Revelado nas categorias de base do Palmeiras, o zagueiro foi figura de destaque na conquista palmeirense em 1999, marcando um gol na semifinal contra o River Plate-ARG, que garantiu o Verdão em mais uma decisão.

Telê Santana, Vanderlei Luxemburgo e Luiz Felipe Scolari foram os únicos treinadores que dirigiram o Palmeiras em mais de uma edição. Os três estiveram no comando do Verdão em duas Libertadores cada.

O goleiro Fernando Prass e o meia Cleiton Xavier são os únicos atletas do atual elenco que já disputaram uma Libertadores pelo Palmeiras.

Em sorteio realizado na noite de 22 de dezembro, na sede da Conmebol, o Palmeiras está no Grupo 2 ao lado de Nacional-URU, Rosário Central-ARG e o vencedor do confronto entre Universidad do Chile e River Plate-URU.

A vantagem desse grupo é que o Palmeiras não terá grandes viagens, nem altitude. Desvantagem: o Verdão vai enfrentar times tradicionais. Nunca o Palmeiras havia disputado uma primeira fase de Libertadores com equipes uruguaias e argentinas no mesmo Grupo. Essa será a primeira vez.

Retrospecto do Palmeiras em Libertadores no estádio Centenario, em Montevideu: 8 jogos, 3 vitorias, 1 empate e 4 derrotas, 7 gols pro e 10 gols contra. No estádio Lisandro de La Torre, em Rosario: 1 jogo, 1 empate, 2 gols pro e 2 gols contra. Em Santiago no Chile: 3 jogos, 3 vitorias, 4 gols pro e 1 gol contra.

Com pelo menos 1 jogo em Montevideu ja garantido, a capital uruguaia passa a ser a cidade estrangeira em que mais vezes o Palmeiras atuará na Libertadores da América, com nove partidas disputadas.

Confira estatísticas e curiosidades do Palmeiras na competição

Primeiro gol marcado na competição: Gildo, em 4/5/1961 Palmeiras 2×0 Independiente-ARG

Primeiro jogo na competição: 4/5/1961 Palmeiras 2×0 Independiente-ARG, em Avellaneda, Buenos Aires-ARG

Maior Goleada a favor: 4/4/1995 Palmeiras 7×0 El Nacional-EQU, no estádio Palestra Itália

Maior Goleada contra:  26/7/1995 Palmeiras 0x5 Grêmio-RS, no estádio Olímpico, em Porto Alegre-RS

Estádio que mais atuou: Palestra Itália – 48 jogos

Quantos adversários enfrentou: 51 equipes diferentes

País estrangeiro que mais enfrentou: Argentina – 19 vezes

Time que mais enfrentou: Peñarol-URU, Cerro Porteño-PAR e São Paulo – 8 vezes cada

Maior Artilheiro: Alex – 12 gols marcados

Quem mais jogou: Marcos – 57 jogos, em 6 edições

Maior número de gols numa só partida: Lopes – 3 gols, em 23/5/2001, Palmeiras 3×3 Cruzeiro-MG, no estádio Palestra Itália

Técnico que mais comandou: Luiz Felipe Scolari – 28 jogos

Números no estádio Palestra Itália
Jogos: 48
Vitórias: 33
Empates: 11
Derrotas: 04
Gols Pró: 118
Gols Contra: 41

Números Gerais
Jogos: 148
Vitórias: 76
Empates: 28
Derrotas: 44
Gols pró: 261
Gols contra: 171

Veja alguns vídeos da história alviverde na Libertadores

Final 1999

Goleada no Boca Juniors

Palmeiras x Corinthians – 1999

Palmeiras x Corinthians – 2000

libertadores 99

FORZA PALMEIRAS!!!!

Padrão