Esportes

Corrida de São Silvestre

Todos reconhecem a tradição e o prestígio da Sociedade Esportiva Palmeiras quando o assunto é futebol. Mas o que poucos sabem é que o Verdão foi o primeiro entre os grandes e populares clubes paulista a conquistar a Corrida de São Silvestre individual e coletivamente.

Por equipes, o título do Palmeiras, então Palestra Italia, aconteceu em 1927. Na ocasião, o corredor alviverde José Ferreira ficou com  o 3º lugar, conquistando a medalha de bronze e subindo ao podio, na classificação individual.

Claudio Mandari (4º lugar), Vitaliano Mandari (5º lugar), Julio Mattos (6º lugar), Antonio Coelho Filho (8º lugar) e José do Nascimento (13º lugar) foram os outros corredores do Palmeiras que deram o título inédito ao Verdão.

Coletivamente, o Palmeiras ainda conquistou a São Silvestre por mais sete vezes:  1929, 1930, 1932, 1936, 1940, 1941 e 1942.

O alviverde dominou a prova em sua era amadora, participando com destaque em todas as edições. A partir de 1945, a corrida assumiu caráter internacional com a presença de atletas de todo o mundo. A equipe de corrida palmeirense manteve-se amadora, não mais obtendo um bom desempenho entre os grandes campeões da prova.

O principal momento palmeirense, por sua vez, aconteceu na quinta edição da Corrida de São Silvestre em 1929. O italiano Heitor Blasi, que já havia vencido a prova em 1927 defendendo o Clube Espéria, ingressou na equipe de atletismo do Palmeiras. Com sua vitalidade e experiência, Blasi superou os 8,8 quilometros em 28 minutos e 39 segundos, colocando o Palmeiras pela primeira e única vez no lugar mais alto do pódio.

Heitor Blasi veio da Itália para o Brasil  no início da década de 20. Além da São Silvestre se destacou na Volta de São Paulo, onde a venceu por cinco vezes. Anos depois, Blasi abandonou o atletismo para  se  dedicar ao automobilismo como mecânico, em parceria com o corredor Nuno Crespi. Numa prova automobilistica, eles sofreram  um grave acidente  que custou a vida de Crespi. Blasi perdeu um dos  pés que teve que ser amputado.

No 50º aniversário de “A Gazeta Esportiva”, o jornal criador da Corrida de São Silvestre prestou-lhe uma homenagem significativa, tendo ele recebido um troféu do jornalista e editor do periódico Olimpio da Silva e Sá.

Blasi registrou um feito inédito e jamais repetido por outro atleta com a camisa alviverde, em 100 anos de existência do clube palmeirense.

A Sociedade Esportiva Palmeiras foi um dos clubes fundadores da Federação Paulista de Atletismo em 30 de janeiro de 1924.

 

simbolo-original

FORZA VERDÃO

Anúncios
Padrão