Esportes

Moleque Travesso 2018

Na manhã de segunda-feira (18), o Clube Atlético Juventus realizou no salão nobre de sua sede social no bairro da Mooca a apresentação do elenco profissional de futebol que irá disputar a Série A-2 do Campeonato Paulista em 2018 para a imprensa, torcida e dirigentes. Na ocasião, o novo uniforme do clube também foi exibido aos presentes.

Elenco

Sob o comando do técnico Edmilson de Jesus, a meta juventina é lutar por uma vaga na elite do estadual em 2019. Há uma década o Moleque Travesso frequenta as divisões inferiores do futebol paulista, fato que angustia a sua fanática e apaixonada torcida.

Para cumprir esse objetivo e marcar seu nome na história grená, os juventinos contarão com os seguintes jogadores a disposição:

Goleiros: André Dias (retornou do Oeste onde disputou a Série B do Brasileiro), Omena e Rafael (ambos da categoria de base também permanecem).

Laterais: Léo Cunha (ex-Palmeiras), Rafael Borel (ex-Rio Branco de Americana) e Guilherme Cururu (ex-Mantiqueira).

Zagueiros Felipe Saturnino (ex-Rio Claro), Hebert (ex-Rio Verde de Goiás) e Robson Júnior (ex-Taubaté).

Volantes: Thiago Bonfim (ex-Imperatriz do Maranhão) e Wendel (ex Palmeiras).

Meias: Natã (ex-Asa Arapiraca), Rosinei (ex-Corinthians), Baroni e Cesinha (estes que estavam no elenco em 2017 e permanecem).

Atacantes: Jean Carlos (ex-Barra de Santa Catarina) e Weldon (ex-Cruzeiro e Ponte Preta).

Esses são os reforços do Juventus já confirmados até agora para o Paulista da série A-2 de 2018.

Além deles, deverão ser incorporados alguns atletas da base e que se destaquem na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

“Ainda poderá chegar alguns nomes. Mas o elenco está praticamente fechado. Temos a ideia de contar com 25 atletas para essa temporada, sendo três goleiros e 22 jogadores de linha. Nossa meta é buscar uma das vagas na elite do estadual”, falou o treinador do Juventus.

O Moleque Travesso fará três jogos-treinos como preparação. No dia 23 de dezembro contra o Atibaia, no dia 29 de dezembro contra o Desportivo Brasil e no dia 6 de janeiro diante do Bragantino.

A estreia no Paulistão A-2 será no dia 17 de janeiro contra o Votuporanguense, no estádio Plínio Marin, em Votuporanga.

Novo manto

O novo fornecedor de material esportivo para o futebol juventino é a empresa Nakal.

Com sede na cidade de São Carlos, ela veste equipes tradicionais como Noroeste de Bauru, América-RJ e Mirassol.

Entre as inovações no novo manto juventino, a camisa de goleiro foi confeccionada na cor azul e leva a bandeira da Itália bordada em uma das mangas, fazendo referência às raízes históricas do clube com a comunidade ítalo-brasileira.

Em todas as camisas (de goleiro e jogadores de linha) há nas costas a seguinte inscrição em língua italiana: “Il primo di Molti, il secondo di Tutti”. Em tradução livre, significa: “O primeiro de muitos, o segundo de todos”.

Nas versões grená e branca, a camisa terá como patrocinador master estampado no peito e nas costas a logomarca da empresa São Cristóvão Saúde.

juve

Anúncios
Padrão
Esportes

Lambendo as feridas

Mês de Abril. Eduardo Baptista no comando do Palmeiras. Jogo de ida contra a Ponte Preta válido pela semifinal do Campeonato Paulista em Campinas. Em 30 minutos, Palmeiras sofre três gols e vê a vaga para a final do estadual distante.

Mês de Junho. Cuca no comando do Palmeiras. Jogo de ida válido pelas quartas de final da Copa do Brasil no estádio Palestra Itália. Em 30 minutos, Palmeiras sofre três gols e, apesar da reação, é eliminado pelos gols sofridos em casa.

Mês de Novembro. Alberto Valentim no comando do Palmeiras. Jogo decisivo diante do maior rival pelo Campeonato Brasileiro na casa do adversário. Em 30 minutos, Palmeiras sofre três gols e dá adeus a disputa do título nacional.

Nada é por acaso. Jogamos sem qualquer proteção defensiva durante todo o ano. Todo aberto. Com um meio campo pobre, sem capacidade de criação e marcação. Laterais inexistentes. Erros capitais nos momentos decisivos, na defesa e no ataque. Individualidades abaixo da média e não representando o fator decisivo que assumiam outrora.

Soma-se a isso as diversas mudanças de comando. Um bastidor confuso e contratações equivocadas, que tornaram nosso elenco inchado e desequilibrado.

Sintomático é que em todos os momentos em que dependemos apenas das nossas forças, esse atual elenco deixou muito a desejar e nos frustrou. Não conseguimos fazer um grande jogo sequer nessa temporada.

Nos clássicos, um desempenho apático. Três derrotas contra o maior rival. Duas vitórias e uma derrota contra um cambaleante São Paulo. Uma vitória e duas derrotas contra o Santos. Nesses nove jogos, 13 gols sofridos e 11 gols marcados. Um saldo pífio.

Eliminações prematuras no Paulista, Copa do Brasil, Libertadores e Brasileiro. Um ano em que foi prometido o céu aos torcedores, com ostentação milionária, acaba de forma melancólica e amarga!

Que os egos não ceguem as cabeças pensantes da Sociedade Esportiva Palmeiras e que tenham luz para tomarem as decisões necessárias e reformular um elenco mofado, sem brilho e que está aquém das nossas expectativas.

A hora é de ter lucidez, analisar os erros cometidos (que foram além do limite em todas as esferas), lamber as feridas e recuperar o espaço perdido, projetando um 2018 de acordo com as tradições palestrinas!

simbolo-original

FORZA VERDÃO!!!

Padrão
Esportes

Juventus estreia em casa

A Federação Paulista de Futebol divulgou a tabela provisória do Campeonato Paulista da Série A-2 em 2017, na manhã dessa quarta-feira (30). Disputam a competição 20 clubes, que jogam entre si em turno único na primeira fase. Os dois primeiros colocados conquistam o acesso à elite do futebol estadual. O campeão ganha também uma vaga na Copa do Brasil de 2018. Os seis últimos colocados serão rebaixados para a Série A3.

A tabela aponta a estreia do Juventus contra o Capivariano no dia 29 de janeiro (domingo), no estádio Conde Rodolfo Crespi, na Rua Javari, na Mooca.

Destaque para o clássico paulista entre Juventus e Portuguesa de Desportos, que está marcado para o dia 22 de março, com mando do time juventino.

Datas e horários estão sujeitos à alterações, devido a demanda da televisão e ajustes do calendário.

Confira os jogos do Moleque Travesso na competição:

Data Jogo Estádio
29/1 Juventus x Capivariano Casa
1/2 Juventus x Água Santa Fora
5/2 Juventus x Penapolense Fora
12/2 Juventus x Votuporanguense Casa
15/2 Juventus x Mogi Mirim Fora
19/2 Juventus x Sertãozinho Fora
25/2 Juventus x Guarani Casa
1/3 Juventus x Bragantino Fora
5/3 Juventus x Rio Preto Casa
12/3 Juventus x São Caetano Fora
19/3 Juventus x Taubaté Casa
22/3 Juventus x Portuguesa Casa
26/3 Juventus x Xv de Piracicaba Fora
29/3 Juventus x Barretos Casa
2/4 Juventus x Velo Clube Fora
9/4 Juventus x Rio Claro Casa
12/4 Juventus x União Barbarense Fora
16/4 Juventus x Batatais Casa
23/4 Juventus x Oeste Fora

juve

Padrão
Esportes

Verdão contra tabus

Palmeiras e Santos Futebol Clube entram em campo no domingo (24) no estádio da Vila Belmiro pela semifinal do Campeonato Paulista. Para avançar às finais do estadual, os palestrinos precisarão superar uma série de tabus.

Apesar do confronto datar mais de  100 anos, sendo o rival mais antigo em atividade na vida do alviverde, o Verdão enfrentou o Peixe nessa fase do estadual em apenas três ocasiões: 1999, 2000 e 2009.

Em 1999, o Palmeiras superou os santistas e garantiu vaga na final do Paulista, ao ser derrotado por 2 a 1 no jogo de ida no Morumbi. No jogo de volta, também no Cícero Pompeu de Toledo, o Verdão devolveu o placar de 2 a 1 e eliminou os santistas.

Em 2000, o confronto, também em jogos de ida e volta, registrou empate em 0 a 0 e vitória santistas por 3 a 2, numa virada espetacular, após o time palmeirense abrir 2 a 0 no placar, no estádio do Morumbi.

O terceiro embate entre alviverdes e alvinegros aconteceu em 2009. Também em dois confrontos, os santistas venceram o Verdão por 2 a 1 nos jogos na Vila Belmiro e Palestra Itália. Naquela ocasião o meia Robinho, que hoje defende o Palmeiras, atuava pelo time praiano.

Além desse tabu em Campeonatos Paulistas, o clube alvinegro não é derrotado em seus domínios desde 2011.  A última derrota santista em sua casa foi imposta justamente pelo Palmeiras ao vencê-los por 1 a 0.

De lá para cá, o Verdão fez nove jogos na casa santista, com oito derrotas e apenas um empate, contando partidas pelo Campeonato Paulista, Brasileiro e Copa do Brasil.

Ao longo do tempo, entretanto, o Palmeiras leva ampla vantagem nos confrontos diretos contra os santistas. Confira:

Palmeiras x Santos
Jogos: 322
Vitórias Palmeiras: 136
Empates: 85
Vitórias Santos: 101

Maior Goleada a favor do Palmeiras:  11/12/1932 Palestra Itália 8×0 Santos – Campeonato Paulista

Maior Goleada a favor do Santos: 03/10/1915 Palestra Itália 0x7 Santos – Amistoso

simbolo-original

FORZA VERDÃO!!!

Padrão
Esportes

Pintando o Sete

O choque-rei na manhã desse domingo (13) vencido pelo Palmeiras pelo placar de 2 a 0 pelo Campeonato Paulista, no estádio do Pacaembu, entrou para a história do Verdão como a sua maior sequência de jogos sem perder para o Tricolor Paulista em jogos válidos pelo Estadual.

Desde 2010 o time palmeirense acumula sete partidas invictas contra o time do Morumbi, sendo 4 vitórias e 3 empates.

O recorde atual também registra o maior período (em anos) sem perder para os são paulinos na competição. São seis anos consecutivos que o Palmeiras se mantém invicto contra o seu tradicional rival, fato inédito na vida palestrina em Estaduais.

Anteriormente, o recorde de jogos sem perder para o São Paulo Futebol Clube no Paulistão havia sido seis partidas seguidas por duas ocasiões, justamente nos períodos da Primeira e Segunda Academia, nos anos 60 e 70, respectivamente.

A primeira fase invicta aconteceu de 8/8/1965 a 3/12/1967 (com 4 vitórias do Palmeiras e 2 empates). A segunda fase aconteceu de 21/5/1972 a 10/11/1974 (com 1 vitória e 5 empates).

A vitória desse domingo também pôs fim a um incomodo tabu. O Verdão não ganhava um choque-rei como visitante há 14 anos.

Contando todos os confrontos entre as equipes, o Palmeiras não perde para os são-paulinos desde novembro de 2014 (4 partidas, com 3 vitórias alviverdes e 1 empate).

Confira a maior sequência invicta do Palmeiras contra o São Paulo pelo Paulistão:

21/2/2010 Palmeiras 2×0 São Paulo – Robert (2)
27/2/2011 Palmeiras 1×1 São Paulo – Adriano
26/2/2012 Palmeiras 3×3 São Paulo – Daniel Carvalho, Barcos (2)
10/3/2013 Palmeiras 0x0 São Paulo
02/2/2014 Palmeiras 2×1 São Paulo – Alan Kardec, Valdivia
25/3/2015 Palmeiras 3×0 São Paulo – Robinho, Rafael Marques (2)
13/3/2016 Palmeiras 2×0 São Paulo – Dudu, Robinho

simbolo-original

FORZA VERDÃO!!!

Padrão
Esportes

Há 20 anos invicto

No próximo domingo (31), às 19h30, o Palmeiras estreia no Campeonato Paulista diante do Botafogo de Ribeirão Preto, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. Essa será a centésima participação palmeirense no Paulistão.

O Verdão mantém um tabu em estreias pelo Estadual. Desde 1996 o Verdão não perde na partida inaugural do torneio. A última derrota alviverde na primeira rodada aconteceu em 25 de janeiro de 1995, diante da Portuguesa, no Canindé, pelo placar de 2 a 1. Essa é a maior série invicta entre os grandes clubes paulistas, na atualidade.

De lá para cá, foram 12 vitórias e 7 vitórias, em 19 jogos. Nesse período, a maior goleada alviverde foi pelo placar de 6 a 1 diante da Ferroviária de Araraquara, em 1996, no estádio Palestra Itália. Em 2002, os grandes clubes de São Paulo não participaram do Campeonato Paulista, de acordo com regulamento da Federação Paulista de Futebol.

Nos últimos 20 anos, o primeiro rival do Palmeiras no Paulistão foi o Botafogo de Ribeirão Preto em duas oportunidades nos anos de 2001 e 2011. Foram dois empates, 3 a 3 e 0 a 0, respectivamente.

Por força do regulamento, em 2001, a partida foi decidida nas penalidades máximas e o time ribeirão pretano venceu pelo placar de 3 a 1, ganhando o ponto extra.

Nesse período, o estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, foi palco de duas estreias alviverdes também. Em 2001 (empate em 3 a 3 contra o Botafogo) e em 2009 (vitória palmeirense contra o Santo André, por 1 a 0).

O meia Cleiton Xavier tem levado sorte nas estreias do Paulistão. Ele atuou na partida inicial do Campeonato Paulista nas edições de 2009 e 2010, marcando um gol em cada jogo. Em 2009 foi o autor do tento da vitória palmeirense por 1 a 0 diante do Santo André e em 2010 deixou a sua marca na goleada por 5 a 1, contra o Mogi Mirim.

Em 2015, Cleiton não pode ser inscrito na primeira fase do Campeonato Paulista devido a demora na sua documentação, após o seu retorno ao clube. Devido a uma lesão, provavelmente não reunirá condições físicas para atuar também na partida inaugural dessa temporada.

De 1996 para cá, seis jogadores marcaram dois gols a favor do Palmeiras na partida de estreia do Paulistão: Djalminha (1996), Muñoz (2004), Marcel (2005), Willian (2007), Alex Mineiro (2008) e Diego Souza (2010).

Será a quarta vez consecutiva que o goleiro Fernando Prass será o goleiro titular do Palmeiras na estreia do Paulista. Nos últimos 20 anos, ele fica atrás apenas de Velloso que foi titular da meta alviverde em estreias estaduais em cinco edições de 1995 a 1999.

Nos últimos 20 anos, Marcelo Oliveira será o décimo terceiro treinador diferente que inicia a competição no comando do time alviverde.

Apenas quatro técnicos conseguiram iniciar o Paulistão à frente do Palmeiras de maneira consecutiva, nos últimos 20 anos: Felipão (98, 99, 2000), Jair Picerni (2003 e 2004) , Vanderlei Luxemburgo (2008 e 2009) e Gilson Kleina (2013 e 2014).

Luxemburgo em 1996 e Felipão em 2011 foram os únicos treinadores que tiveram outras passagens como estreantes no estadual pelo Palmeiras.

Confira as estreias do Palmeiras no Paulistão nos últimos 20 anos:

1996 – Palmeiras 6 x 1 Ferroviária de Araraquara-SP
1997 –  Palmeiras 1 x 1 São José-SP
1998 – Palmeiras 2 x 2 Guarani-SP
1999 – Palmeiras 1 x 1 Santos-SP
2000 – Palmeiras 1 x 1 Guarani-SP
2001 – Palmeiras  3 x 3 Botafogo de Ribeirão Preto-SP
2002 – não houve disputa
2003 – Palmeiras 2 x 1 Mogi Mirim-SP
2004 – Palmeiras 5 x 2 Paulista de Jundiaí-SP
2005 – Palmeiras 5 x 3 Internacional de Limeira-SP
2006 – Palmeiras 2 x 1 Ituano-SP
2007 – Palmeiras 4 x 2 Paulista de Jundiai-SP
2008 – Palmeiras 3 x 1 Sertãozinho-SP
2009 – Palmeiras 1 x 0 Santo André-SP
2010 – Palmeiras 5 x 1 Mogi Mirim-SP
2011 – Palmeiras 0 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto-SP
2012 – Palmeiras 2 x 1 Bragantino-SP
2013 – Palmeiras 0 x 0 Bragantino-SP
2014 – Palmeiras 2 x 1 Linense-SP
2015 – Palmeiras 3 x 1 Grêmio Osasco Audax-SP

simbolo-original

FORZA VERDÃO!!!

Padrão
Esportes

Juventus na Série A-2

Em 2016 será a décima primeira vez que o Juventus disputa o Campeonato Paulista da Divisão de Acesso (hoje denominado Série A-2). A primeira participação do Moleque Travesso aconteceu em 1928 e de lá para cá, a equipe avinhada foi campeã em 1929 e 2005 e vice-campeã em 1994.

Na edição de 1994 o atacante juventino Cuca terminou como o artilheiro do torneio, sendo a única vez que um jogador do time da Mooca conquistou tal feito na disputa.

O Juventus faz a sua estreia no torneio no dia 31 de janeiro, um domingo, contra a Penapolense no estádio Conde Rodolfo Crespi, no bairro da Mooca.

A fanática torcida grená sonha com o acesso à elite do Estadual, onde o Juventus está afastado desde 2008, amargando seu maior calvário sem participações na série principal do futebol paulista de toda a sua gloriosa história.

O clássico contra a Portuguesa de Desportos é a partida mais aguardada pelos juventinos nessa temporada. O jogo está previsto para o estádio do Canindé, no dia 3 de fevereiro, válido pela segunda rodada.

Esse tradicional confronto acontece pela segunda vez na história do Paulistão da Série A-2. Em 2013, no mesmo estádio do Canindé, a Lusa venceu o Moleque Travesso por 2 a 1.

O meia atacante Rafael Branco é o único atleta juventino do atual elenco que disputou a Série A-2 pelo clube em 2013.

O técnico Rodrigo Santana permanece no comando do time. Boa parte dos jogadores que estavam no ano passado seguem no Juventus, entre eles: André Dias e Rafael (goleiros), Astorga, Victor Salinas e Borges (zagueiros), Derli e Fellipe Nunes (volantes), Ferro (lateral), Adiel (meia) e Santiago (atacante). Além deles, os atacantes Gil e Nathan, também defenderão a camisa juventina.

O departamento de futebol profissional também confirmou a contratação de outros quatros jogadores. Itacaré (atacante/ex-Serrano–BA), Murilo Silva (lateral-direito/ex-Novo Hamburgo-RS), Adriano Paulista (meia/ex-Volta Redonda-RJ) e Diogo Oliveira (volante/ex-Operário-PR).

Confira os jogos do Juventus na competição:

Data Jogo Local
31/1 Juventus x Penapolense Rua Javari
3/2 Juventus x Portuguesa Canindé
6/2 Juventus x Velo Clube Rua Javari
10/2 Juventus x Monte Azul Monte Azul
14/2 Juventus x Rio Branco de Americana Rua Javari
17/2 Juventus x Batatais Batatais
21/2 Juventus x Independente de Limeira Limeira
24/2 Juventus x Santo André Rua Javari
28/2 Juventus x Atlético Sorocaba Sorocaba
2/3 Juventus x São Caetano Rua Javari
6/3 Juventus x Mirassol Rua Javari
9/3 Juventus x Barretos Barretos
13/3 Juventus x Marília Rua Javari
16/3 Juventus x Paulista de Jundiaí Jundiaí
20/3 Juventus x Taubaté Rua Javari
23/3 Juventus x Guarani de Campinas Campinas
27/3 Juventus x Votuporanguense Votuporanga
30/3 Juventus x União Barbarense Rua Javari
3/4 Juventus x Bragantino Bragança

Números Gerais do Juventus no Paulista A-2

Jogos: 228
Vitórias: 102
Empates: 50
Derrotas: 76
Gols Pró: 385
Gols Contra: 318
Maior goleada a favor: 30/4/2005 Juventus 8×1 Matonense
Maior goleada sofrida: 31/3/2013 Juventus 0x7 Comercial de Ribeirão Preto

Retrospecto dos Confrontos

Portuguesa de Desportos
Jogos: 120
Vitórias: 25
Empates: 30
Derrotas: 65

Guarani de Campinas
Jogos: 91
Vitórias: 26
Empates: 15
Derrotas: 50

Bragantino
Jogos: 22
Vitórias: 07
Empates: 03
Derrotas: 12

Santo André
Jogos: 32
Vitórias: 10
Empates: 8
Derrotas: 14

Marília
Jogos: 40
Vitórias: 20
Empates: 09
Derrotas: 11

Paulista de Jundiaí
Jogos: 24
Vitórias: 06
Empates: 09
Derrotas: 09
*** Nos anos 2000 o Paulista também denominou-se Etti Jundiaí

São Caetano
Jogos: 10
Vitórias: 02
Empates: 01
Derrotas: 07

Rio Branco de Americana
Jogos: 18
Vitórias: 05
Empates: 05
Derrotas: 08

Taubaté
Jogos: 34
Vitórias: 15
Empates: 12
Derrotas: 07

Atlético Sorocaba
Jogos: 02
Vitórias: 01
Empates: 0
Derrotas: 01

União Barbarense
Jogos: 04
Vitórias: 03
Empates: 01
Derrotas: 0

Batatais
Jogos: 02
Vitórias: 01
Empates: 01
Derrotas: 0

Monte Azul
Jogos: 02
Vitórias: 0
Empates: 0
Derrotas: 02

Velo Clube
Jogos: 05
Vitórias: 03
Empates: 01
Derrotas: 01

Independente de Limeira
Jogos: 02
Vitórias: 0
Empates: 01
Derrotas: 01

Penapolense
Jogos: 03
Vitórias: 0
Empates: 03
Derrotas: 0

Votuporanguense
Jogos: 04
Vitórias: 02
Empates: 0
Derrotas: 02

Barretos
Jogos: 02
Vitórias: 01
Empates: 01
Derrotas: 0

Mirassol
Jogos: 05
Vitórias: 01
Empates: 02
Derrotas: 02

*** Números em confrontos válidos apenas em Campeonatos Paulistas das Séries A-1, A-2 e A-3

juve

FORZA JUVE!!!

Padrão