Esportes

Fried, Neymar Jr. e o Verdão

Essa semana repercutiu as declarações e fotos de Neymar Jr. manifestando a sua paixão de infância pela Sociedade Esportiva Palmeiras. O craque do Paris Saint-Germain, da França, esteve com os seus companheiros de seleção brasileira na Academia de Futebol e no estádio Palestra Itália, se preparando para o jogo do Brasil contra o Chile pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, que acontece na casa palestrina, na terça-feira (10).

Não é a primeira vez que um dos maiores jogadores do futebol – e que nunca atuou pelo clube palestrino – fez uma exposição pública demonstrando carinho pelo alviverde.

No ano de 1923, o astro consagrado Arthur Friedenreich vestiu a camisa palestrina ao lado de seu companheiro de seleção brasileira Heitor Marcelino, ídolo palestrino, antes de um jogo amistoso.

A dupla que havia conquistado os títulos sul-americanos em 1919 e 1922 era o grande sonho de todo torcedor. Dois grandes nomes do futebol que brilharam nos primeiros tempos e mobilizavam multidões.

fried e heitor.jpg

O gesto se repete algumas décadas depois. Gabriel Jesus, ídolo palmeirense, ao lado de Neymar Jr. fizeram os aficcionados pelo alviverde sonharem por um instante que essa dupla um dia possa defender a bandeira esmeraldina.

No passado, Fried seguiu a sua fantástica carreira brilhando em defesa de outras cores, não concretizando o desejo dos fãs do Verdão em atuar ao lado de Heitor e outros craques.

No futuro, que Neymar Jr. e Jesus editem toda a sua magia no alviverde imponente!

No presente, fica o orgulho de ver esses dois astros mundiais juntos pisando no gramado do Jardim Suspenso com a camisa amarela da seleção nacional.

A mesma malha canarinho que o time inteiro do Palmeiras vestiu em 1965 e goleou o Uruguai. Primazia única de um clube no futebol mundial jamais repetida!

neymar e jesus

FORZA VERDÃO!!!

crédito da foto Neymar Jr. e Gabriel Jesus: Fabio Menotti

Anúncios
Padrão
Esportes

Guerreira Palestrina

Wanda dos Santos, nome consagrado do atletismo brasileiro e mundial, começou a sua carreira competitiva e gloriosa na Sociedade Esportiva Palmeiras em 1946. Trazida para o Palestra Itália pelas mãos do técnico e diretor da modalidade Antonio Coelho Filho, ela brilhou!

O impacto e o talento da jovem atleta foi imediato. De cara, foi campeã paulista na categoria jovens de salto em altura e arremesso de pesos logo em sua primeira temporada no Verdão. No Troféu Brasil daquele mesmo ano, sagrou-se campeã nos 80 metros com barreira. Um verdadeiro fenômeno da modalidade, com apenas 14 anos de idade.

Logo transferiu-se para o São Paulo F.C. onde deu impulso a sua promissora carreira no atletismo. Em 1950, retornou ao Palmeiras mas dessa vez como jogadora da equipe principal de basquete, sem deixar a prática do atletismo no Tricolor Paulista.

Foi militante dos dois clubes ao mesmo tempo, algo inusitado nos tempos atuais. No Morumbi desenvolvia o atletismo no mais alto nível, onde treinava com nomes consagrados como Adhemar Ferreira da Silva, e no Palestra Itália se dedicava ao basquete, ao lado de craques como Tereza Cristina Brandão, Anésia Mendes da Costa Merlino e Zila Nepomuceno, entre outras.

Em sua estreia no basquete alviverde em 31 de outubro de 1950, diante do Clube de Regatas Tietê, válida pelo Campeonato Paulista, fez sete pontos (dos 11 marcados) sendo a cestinha palmeirense. Atuou no esporte das cestas pelo Verdão até os anos 60, quando foi desativada a categoria adulto feminino. Foi vice-campeã paulista adulto de basquete feminino em 1960 pelo Palmeiras, a melhor colocação da história do clube.

No atletismo, brilhou com inúmeras conquistas estaduais e nacionais, com destaque para as suas quatro medalhas no Jogos Pan-Americanos. Foram três de bronze (1951, 1955 e 1963) e uma de prata (1959). Disputou as Olimpíadas de Helsinque em 1952 e de Roma em 1960.

Em setembro de 2017 a Sociedade Esportiva Esportiva Palmeiras fez uma bela homenagem a sua atleta na Festa dos Veteranos, realizada no restaurante Jardim Suspenso, localizado na sede social do clube esmeraldino!

IMG-20171005-WA0037

Wanda dos Santos, ao centro, ladeada por Fernando Galuppo (dir.) e Wellington Almeida (esq.), atual diretor de atletismo da Sociedade Esportiva Palmeiras

periquito

FORZA VERDÃO!!!

Padrão