Esportes

Adeus, querido amigo

Siro Casanova faleceu na manhã dessa quinta-feira (1), na capital paulista. Ele ocupou o cargo de diretor de basquete do Palmeiras pela primeira vez na gestão do presidente Paschoal Walter Byron Giuliano em 1975, onde permaneceu por quase 10 anos, até a década de 80, cuidando prioritariamente das categorias de base do clube alviverde.

Em 2010, na gestão do presidente Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo, retornou ao posto de diretor de basquete do Palmeiras e ao lado de Ronaldo Aguiar Faria Júnior  formaram a dobradinha que organizou a volta da equipe de basquete adulto do clube que estava inativa desde 2002.

Juntos, conduziram o Palmeiras à elite estadual e nacional, conquistando vaga no Novo Basquete Brasil, ao ser vice-campeão da Super Copa Brasil em 2012. Manteve-se no cargo até 2014.

Mesmo quando não ocupou o cargo diretivo oficialmente, sempre foi um dos maiores colaboradores e um grande articulador nos bastidores do clube pela manutenção da modalidade. Por suas mãos foram formadas inúmeras gerações de atletas, que se tornaram grandes ídolos do basquete. A lista de jogadores passa da casa do milhar.

Foi eleito conselheiro do Palmeiras para o mandato de 2007 a 2010 e reeleito em 2011 a 2014.

Siro Casanova é a própria história do basquete palestrino. Dedicou toda a sua vida ao seu clube de coração e em especial ao esporte das cestas.

Deixa esposa, filho, familiares e uma legião de amigos. VIVA SIRÃO! FIQUE EM PAZ!

Legado de títulos oficiais do basquete do Palmeiras sob o comando de Siro Casanova:

Conquista Ano Categoria
1 Campeão Paulista 1975 Mini
2 Campeão Paulista 1975 Juvenil
3 Campeão Paulista 1975 Principal
4 Campeão Brasileiro 1975 Juvenil
5 Campeão Paulista 1976 Principal
6 Campeão Paulista 1976 Infantil
7 Campeão Estadual 1976 Mini
8 Campeão Brasileiro 1977 Principal
9 Campeão Paulista 1977 Juvenil
10 Campeonato Estadual 1977 Juvenil
11 Campeão Paulista 1978 Juvenil
12 Campeonato Estadual 1978 Juvenil
13 Campeão Paulista 1979 Mirim
14 Campeão Paulista 1979 Infantil
15 Campeão Estadual 1979 Mirim
16 Campeão Estadual 1979 Infantil
17 Campeonato Estadual 1979 Juvenil
18 Campeão Brasileiro 1979 Juvenil
19 Campeão Paulista 1980 Infantil
20 Campeão Estadual 1980 Infantil
21 Campeão Paulista 1981 Pré-Mirim
22 Campeão Paulista 1981 Mini
23 Campeão Paulista 1982 Mirim
24 Campeão Paulista 1982 Pré-Mirim
25 Campeão Estadual 1983 Infantil
26 Campeão Paulista 1983 Mirim
27 Campeão Estadual 1983 Mirim
28 Campeão Estadual 1983 Juvenil
29 Taça Brasil de Clubes Campeões 1984 Juvenil
30 Campeão Paulista 1984 Infantil
31 Campeão Paulista 1985 Infanto-Juvenil
32 Campeão Estadual 1985 Infanto-Juvenil
33 Campeão Paulista 2010 Infantil
34 Campeão Paulista 2011 Mirim
35 Campeão Paulista – A-2 2011 Principal
36 Campeão Estadual 2011 Mirim
37 Copa Brasil Sudeste 2012 Principal
38 Campeão Paulista 2012 Mini
39 Campeão Estadual 2012 Mini
40 Campeão Paulista 2013 Pré-Mini
41 Campeão Paulista 2013 Mirim
42 Campeão Paulista 2013 Infantil
43 Campeão Estadual 2013 Mirim
44 Campeão Estadual 2013 Infantil
45 Campeão Estadual 2013 Pré-Mini
46 Campeão Paulista 2014 Pré-Mini
47 Campeão Estadual 2014 Infantil
48 Campeão Estadual 2014 Pré-Mini

 

Cópia de Imagem 017

Siro Casanova é o último da esquerda para a direita. Foto de 2010, quando foi anunciada a volta do basquete adulto masculino do Palmeiras, no antigo salão de troféus do Palestra Itália. No centro, técnico José Neto, e na ponta direita Ronaldo Aguiar Faria Júnior

Ao amigo Siro Casanova com carinho

O arremesso de três pontos da vida no estouro do cronômetro deu bico. Escorreu pelo aro, caprichosamente. Não teve rebote. Toca o sino. Fim de partida. Lágrimas. Consternação. Ponto fatal. Irrecuperável. Inexorável. Um lume se apaga. Um dos maiores. Palestrão. É com o pé. É com a mão. Manteve firme a tradição enquanto as forças lhe permitiram. Tentou o gol. Não deu. Foi para quadra. Do lado de fora. Ganhou tudo. Grande comandante. Sangue italiano. Guiou o sonho de inúmeras gerações de basqueteiros que se forjaram nas Alamedas sagradas da Pompéia. Vila Pompéia. Seu berço querido. Seu reduto. Sua fortaleza. Referência das boas. Linha reta. Conduta exemplar nas horas boas e nas tempestades. Foi muito bom ter você ao nosso lado. Lado verde, branco e vermelho. Sempre fraterno e amigo. Cumpre sua missão. E cumpre a saudades nos corações dos palestrinos.

Viva Siro Casanova

 

Padrão