Esportes

América Alviverde

O ano de 2016 será a décima sexta vez que a Sociedade Esportiva Palmeiras disputa a Taça Libertadores da América. O Verdão tem uma longa tradição na disputa continental, sendo a primeira equipe brasileira a jogar uma final em 1961, logo em sua estreia no torneio, obtendo o vice-campeonato.

De lá para cá, foram mais três finais com um título de campeão (1999) e mais dois vices (1968 e 2000), o que coloca o Verdão como a segunda equipe brasileira que mais vezes chegou na decisão, junto com Santos, Cruzeiro e Grêmio.

Os palmeirenses também são a segunda equipe do Brasil com o maior número de participações, ao lado do Grêmio.

Com 148 jogos disputados em todas as suas participações, o Palmeiras também ostenta a segunda colocação entre as equipes brasileiras que mais vezes atuaram em partidas válidas pela Taça.

O Verdão teve por quatro vezes um dos seus atletas como artilheiro máximo do torneio: Tupãzinho (11 gols em 1968), Lopes (9 gols em 2001) e Washington e Marcinho (ambos com 5 gols cada em 2006).

Uma das maiores partidas da história do Palmeiras aconteceu justamente na Taça Libertadores da América. No dia 9 de março de 1994, no estádio Palestra Itália, o Verdão goleou o Boca Juniors-ARG, pelo placar de 6 a 1, com uma aula de bola, impondo ao seu tradicional rival a maior goleada sofrida em sua história em confrontos internacionais.

Na memória e no coração do torcedor alviverde, estarão sempre vivas as lembranças das duas decisões por pênaltis diante do seu maior rival Sport Club Corinthians Paulista, em 1999 e 2000, ambas vencidas pelo Verdão, com atuações marcantes do goleiro e ídolo Marcos.

Roque Júnior é um dos poucos atletas na história do futebol que teve a honra de ser campeão da Taça Libertadores da América,  Liga dos Campeões da Europa e Copa do Mundo de Seleções. Revelado nas categorias de base do Palmeiras, o zagueiro foi figura de destaque na conquista palmeirense em 1999, marcando um gol na semifinal contra o River Plate-ARG, que garantiu o Verdão em mais uma decisão.

Telê Santana, Vanderlei Luxemburgo e Luiz Felipe Scolari foram os únicos treinadores que dirigiram o Palmeiras em mais de uma edição. Os três estiveram no comando do Verdão em duas Libertadores cada.

O goleiro Fernando Prass e o meia Cleiton Xavier são os únicos atletas do atual elenco que já disputaram uma Libertadores pelo Palmeiras.

Em sorteio realizado na noite de 22 de dezembro, na sede da Conmebol, o Palmeiras está no Grupo 2 ao lado de Nacional-URU, Rosário Central-ARG e o vencedor do confronto entre Universidad do Chile e River Plate-URU.

A vantagem desse grupo é que o Palmeiras não terá grandes viagens, nem altitude. Desvantagem: o Verdão vai enfrentar times tradicionais. Nunca o Palmeiras havia disputado uma primeira fase de Libertadores com equipes uruguaias e argentinas no mesmo Grupo. Essa será a primeira vez.

Retrospecto do Palmeiras em Libertadores no estádio Centenario, em Montevideu: 8 jogos, 3 vitorias, 1 empate e 4 derrotas, 7 gols pro e 10 gols contra. No estádio Lisandro de La Torre, em Rosario: 1 jogo, 1 empate, 2 gols pro e 2 gols contra. Em Santiago no Chile: 3 jogos, 3 vitorias, 4 gols pro e 1 gol contra.

Com pelo menos 1 jogo em Montevideu ja garantido, a capital uruguaia passa a ser a cidade estrangeira em que mais vezes o Palmeiras atuará na Libertadores da América, com nove partidas disputadas.

Confira estatísticas e curiosidades do Palmeiras na competição

Primeiro gol marcado na competição: Gildo, em 4/5/1961 Palmeiras 2×0 Independiente-ARG

Primeiro jogo na competição: 4/5/1961 Palmeiras 2×0 Independiente-ARG, em Avellaneda, Buenos Aires-ARG

Maior Goleada a favor: 4/4/1995 Palmeiras 7×0 El Nacional-EQU, no estádio Palestra Itália

Maior Goleada contra:  26/7/1995 Palmeiras 0x5 Grêmio-RS, no estádio Olímpico, em Porto Alegre-RS

Estádio que mais atuou: Palestra Itália – 48 jogos

Quantos adversários enfrentou: 51 equipes diferentes

País estrangeiro que mais enfrentou: Argentina – 19 vezes

Time que mais enfrentou: Peñarol-URU, Cerro Porteño-PAR e São Paulo – 8 vezes cada

Maior Artilheiro: Alex – 12 gols marcados

Quem mais jogou: Marcos – 57 jogos, em 6 edições

Maior número de gols numa só partida: Lopes – 3 gols, em 23/5/2001, Palmeiras 3×3 Cruzeiro-MG, no estádio Palestra Itália

Técnico que mais comandou: Luiz Felipe Scolari – 28 jogos

Números no estádio Palestra Itália
Jogos: 48
Vitórias: 33
Empates: 11
Derrotas: 04
Gols Pró: 118
Gols Contra: 41

Números Gerais
Jogos: 148
Vitórias: 76
Empates: 28
Derrotas: 44
Gols pró: 261
Gols contra: 171

Veja alguns vídeos da história alviverde na Libertadores

Final 1999

Goleada no Boca Juniors

Palmeiras x Corinthians – 1999

Palmeiras x Corinthians – 2000

libertadores 99

FORZA PALMEIRAS!!!!

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s