Esportes

Não é obrigação!

Tudo na vida em que somos obrigados a realizar tende a ser um fardo, um peso, uma imposição. Tem uma conotação negativa.

A alma humana não foi forjada para viver sob tensão. Ela reage melhor quando se trabalha com satisfação, leveza e plenitude.

Obrigar-se de algo é enfadonho. É mecanico. É ato contínuo. Opaco. Não tem alegria.

Quando se age com prazer nos elevamos. Tem mais ímpeto. Mais garra e paixão. Tem brilho. Tem cor. Tem felicidade. Tem vida.

Quarta-feira, caros palestrinos, não existe obrigatoriedade alguma. Haverá, sim, o que sempre existe entre nós torcedores e atletas: AMOR e APOIO INCONDICIONAL EM DEFESA DAS CORES ALVIVERDES!

No coração de cada torcedor, em cada canto do nosso país, haverá a fé inabalavel que sempre nos moveu, nas vitórias e nas derrotas! Isso jamais mudará. Nasceu com a gente!

Mais de 40 mil vozes entoarão nossos hinos e cânticos e desfraldarão as nossas bandeiras nas arquibacandas, empurrando o nosso pavilhão.

Outros milhões também estarão nessa corrente, cada qual a sua maneira e do modo que puder.

Quando a bola rolar, estaremos todos unidos num só pensamento e numa só vibração em prol do nosso querido alviverde, rumo a mais uma página dourada de nossas vidas.

Que os nossos atletas entrem no gramado sagrado do Palestra Itália com altivez e sagacidade.

Que arrisquem, sem desorganização. Que criem, sem temor.

Que se doem, sem egoísmo. Que tenham equilibrio, sem apatia.

Que tenham garra, sem ansiedade.

Que façam da bola um elo magnético capaz de conduzir o sentimento e o sorrisso de todos nós!

Que em 90 minutos construam as suas histórias no livro dos eternos campeões!

Que na quarta-feira tão esperada, caros palestrinos, seja como sempre foi: SATISFAÇÃO!

Vestir e exaltar essa camisa mágica nunca foi, é ou será OBRIGAÇÃO! Sempre foi DOUTRINA DE FÉ e CORAÇÃO!

Tradição se faz com títulos e troféus!

FORZA PALESTRA
Fernando Galuppo

periquito

Anúncios
Padrão

7 comentários sobre “Não é obrigação!

  1. Luiz Alberto Rocha de Oliveira disse:

    Parabéns Fernando, pelo texto brilhante, exaltando o que mais necessitamos na quarta feira, que é a confiança, mais que a cobrança.
    Tiveba honra de conhecê lo na Academia Store, da rua augusta, no evento do Mauro Beting, e agora tenho o prazer de parabenizá lo, pelo belíssimo texto.
    Forte abraço.

  2. Vicente Lasalvia disse:

    Parabéns pelo excelente texto,muitas vezes agimos na emoção pura e nos esquecemos da razão e da verdade.
    Se analisarmos pelo que passamos no ano passado, veremos que já demos um pulo rumo ao futuro de glórias,que por ventura pode começar na quarta feira,mas como você disse, sem obrigação, mas com muita vontade, garra e determinação.
    Valeu Galuppo
    Forza Palestra.

    • Valeu meu amigo!!! A obrigação já está implicita ao simples fato de vestir essa camisa do Palmeiras… Não precisamos mais pressão do que já existe nesse momento. Que todos possamos estar em sintonia e empurrar o Palmeiras para a vitoria… As cobranças serão feitas na hora certa. Agora é ter controle e equilibrio para buscar essa taça!! FORZA PALESTRA!

  3. Caro Fernando, seu texto é excelente, daqueles que valeriam a pena alguém imprimir e ler para os atletas no vestiário, ali na boca do túnel antes de subirem para a luta que os aguardam. Mas peço sua permissão para divergir em partes de seu raciocínio. Talvez seja difícil colocar em tão belas palavras esta minha divergência, mas irei tentar.
    Quando nós, da arquibancada dizemos que é obrigação, não estamos falando de que é obrigado a vencer, isso é redundância. Estamos entrando no velho pleonasmo vicioso. Obrigação de vencer para um time do Palmeiras é em todo jogo, porque somos gigantes e assim os adversários entram com a obrigação de não perder da gente, fato que ao longo do tempo, por culpa de nós mesmos tem mudado até esta relação de respeito. Mas a obrigação que pedimos é de nos dar uma alegria. Nós, que tanto entregamos a este time, que deixamos nossas vidas de lado, nossa família, em busca de uma paixão que tinha tudo para nos corresponder este ano, mas que novamente estamos vendo naufragar diante de nossos incrédulos olhares. Também temos nossos problemas, nossas dores e buscamos no futebol um lenitivo, que a cada jogo, o Palmeiras insiste em nos machucar. Está na constituição, está na bíblia, está no manual do mundo, está na sua certidão de nascimento. Nós precisamos buscar a felicidade e para muitos a felicidade é um gol do Palmeiras. Para nós a felicidade é ver o Evair correndo a caminho da marca da cal para fazer um gol de pênalti. É ver o Marcos saltar para fazer uma defesa de pênalti. Eles também foram obrigados a nos dar esta alegria, obrigados pelo prazer de estarem ali. Obrigados por terem sido dotados por Deus para desempenhar algo que nós, do lado de fora, não conseguiríamos fazer melhor. Nós não estamos colocando a faca no pescoço de ninguém. Mas nós somos obrigados a correr e lutar todos os dias em busca de nosso sustento, de nossa felicidade. É minha obrigação e meu prazer estar ao lado do Palmeiras. Foi minha obrigação e meu prazer enfrentar seis horas de estrada para ir ao Rio, assim como fui ao Japão sem um único centavo no banco e com uma penca de carnês para pagar. Então que tenhamos cada um o seu papel. Porque nossa obrigação também é ser feliz um pouquinho, uma felicidade que estão nos tirando há longos 15 anos. A gente quer rir um pouco também meu amigo. Só isso! Estamos juntos. Forza Palestra, minha vida!

    • Marcelo, meu amigo, muito obrigado. Assino embaixo o que voce diz. Acontece que o texto não é uma critica à nossa torcida! Pelo contrário. Ela está na razão dela. Eu também fico completamente fora de mim com um revés alviverde, qualquer que seja. Acontece que o momento, por si só, já tem um peso grande! E se podemos alivia-lo com o apoio e um gesto de carinho – como sempre fazemos, ganhando ou perdendo – acho que tudo fica mais fácil para todos. Time e torcida. Apenas isso. Meu intuito nessas linhas foi expressar algo que eu diria aos atletas nesse momento se pudesse. Sobre a torcida do Palmeiras, eu só aplaudo TUDO o que ela manifesta, pois tem meu carinho e respeito eterno. Afinal, sou parte dela. E sei bem como é ser palmeirense…. Vamos do céu ao inferno em um segundo. Espero que quarta-feira alcancemos o céu. FORZA PALESTRA!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s