Esportes

Técnicos Argentinos no Palmeiras

O técnico Ricardo Gareca será o sexto argentino a comandar o Palmeiras em sua história.

Conheça os demais argentinos que treinaram o Verdão:

Jim Lopes – treinou o Palmeiras em 39 partidas no ano de 1950. Foi Campeão da Taça Cidade de São Paulo de 1950, a primeira conquista do célebre time que sagrou-se Campeão Mundial de 1951 e das Cinco Coroas. Jim Lopes montou a base vencedora de um time que ficou marcado na história palestrina.

Abel Picabea – treinou o Palmeiras em 40 partidas no ano de 1952. Comandou o Verdão na excursão no México e na América Central. Sagrou-se campeão do Torneio Quadrangular São Paulo-Rio de 1952.

Armando Renganeschi – treinou o Palmeiras em 55 partidas no ano de 1961. Foi o primeiro treinador a comandar o Palmeiras na Taça Libertadores da América em 1961, onde chegou a final e sagrou-se vice-campeão continental.

Filpo Nuñes – treinou o Palmeiras em 154 partidas em três passagens. A primeira e mais importante delas foi em 1965, quando sagrou-se campeão do Torneio Rio-São Paulo de 1965 e foi o primeiro e único – até então – estrangeiro a comandar a seleção brasileira de futebol, quando o Palmeiras representou o Brasil no torneio inaugural do Mineirão no dia 7 de setembro. Foi o mentor intelectual da Primeira Academia de Futebol. Sua segunda passagem foi entre 1968 e 1969 e a terceira passagem entre 1978 e 1979, ambas sem tanto brilho como a que ocorrera em 65.

Alfredo Gonzalez – treinou o Palmeiras em 14 partidas em 1968. Comandou o Palmeiras na Taça Libertadores da América em 1968, onde chegou a final e sagrou-se vice-campeão continental.

Imagem

O argentino Filpo Nuñes foi o pai da Primeira Academia de Futebol do Palmeiras em 1965

Anúncios
Padrão

2 comentários sobre “Técnicos Argentinos no Palmeiras

  1. valdir teodoro disse:

    Com as opções de Luxa e Dorival, realmente é melhor apostar no argentino um viciado no baralho o outro já rebaixou varios times é muito fraco sem personalidade acredito que venha da certo é so os jogaores comprarem a ideia e não quererem derrubar o tecnico.

    • Valdir, eu gostaria muito do Luxemburgo, particularmente. Mas como não deu certo, creio que o Ricardo Gareca é um nome bem interessante para o momento. Tem tudo para fazer um bom trabalho!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s