Artes, Esportes

Clássico das Colônias

Palmeiras e Portuguesa de Desportos se enfrentam no estádio do Pacaembu, na noite de quinta-feira (6), às 19h30, pelo Campeonato Paulista.

O confronto é um dos mais tradicionais do futebol paulista e foi batizado  como “Clássico das Colônias”, devido ao inúmero contingente de imigrantes  italianos e portugueses  que se irmanavam sob as  bandeiras desses clubes.

No atual campeonato, uma vitória palestrina garante a classificação para a próxima fase com três rodadas de antecipação. A Lusa, por outro lado, necessita de uma combinação de resultados para almejar alguma chance de classificação.

Confira algumas curiosidades históricas do confronto:

Invicto no Pacaembu > O Palmeiras defende uma invencibilidade de 20 partidas sem derrotas no estádio Municipal. O último revés alviverde aconteceu em 14 de maio, quando perdeu para o Tijuana pelo placar de 2 a 1, pela Copa Libertadores da América.

Tabu Palmeirense > O Palmeiras não perde para a Portuguesa de Desportos no estádio do Pacaembu há mais de 22 anos. A última vitória da Lusa no estádio aconteceu em 4 de novembro de 1991, pelo placar de 1 a 0, gol de Vladimir, pelo Campeonato Paulista. 

Primeira Vez > O primeiro jogo entre as equipes aconteceu em 13 de maio de 1921, pelo Campeonato Paulista, no estádio do Parque Antártica. Na ocasião o Palestra Itália venceu o seu adversário pelo placar de 5 a 1, gols marcados por: Augusto Federici, Martinelli, Imparato (3).

Estreia no Municipal > O primeiro jogo das equipes no estádio do Pacaembu aconteceu em 13 de outubro de 1940, pelo Campeonato Paulista. A vitória foi lusitana pelo placar de 3 a 1.

Último encontro > A última partida entre as equipes aconteceu em 29 de agosto de 2012, pelo Campeonato Brasileiro, no estádio do Canindé, com vitória da Lusa pelo placar de 3 a 0.

Campeões no mesmo ano > Em 1936 existia dois Campeonatos Paulistas oficiais sendo disputados, devido as brigas políticas e cisões pelo controle do esporte na paulicéia. Pelo campeonato organizado pela Liga Paulista de Futebol, o Palestra Itália ficou com o caneco. Pelo torneio organizado pela Associação Paulista de Esportes Atléticos, o troféu foi vencido pela Lusa.

Final do Rio São Paulo > Palmeiras  e Portuguesa de Desportos decidiram o título do Torneio Rio-São Paulo de 1955. Em duas partidas empolgantes, ambas realizadas no estádio do Pacaembu, o título ficou com a Lusa. Na primeira partida, empate em 2 a 2. No jogo de volta, vitória da Portuguesa pelo placar de 2 a 0, com gols de Julinho Botelho e Ipojucan.

Ídolos > Palmeiras e Portuguesa de Desportos tiveram grandes ídolos em comum ao longo de suas histórias. Os principais foram: Djalma Santos (434 jogos pela Lusa e 498 jogos pelo Palmeiras), Leivinha (177 jogos pela Lusa e 263 jogos pelo Palmeiras), Julinho Botelho (182 jogos pela Lusa e 269 jogos pelo Palmeiras), Eneas (379 jogos pela Lusa e 93 jogos pelo Palmeiras) e Evair (53 jogos pela Lusa e 245 jogos pelo Palmeiras).

Vira-casacas >  O meia Diogo, atualmente defendendo as cores do Verdão, foi uma das últimas grandes revelações do futebol lusitano, onde atuou por mais de 100  jogos, entre 2006 a 2008 e 2013, marcando mais de 50 gols com a camisa rubro-verde. Já o atacante Caio e o meia Rondinelly, ambos ex-Palmeiras, não tiveram passagens empolgantes pelo alviverde e hoje defendem a camisa lusitana.

Goleadas > O Palestra Itália goleou a Lusa no Campeonato Paulista de 1927, pelo placar de 7 a 2, gols marcados por Serafini, Heitor (2) e Lara (4), registrando a maior goleada do confronto. Já a maior goleada lusitana sobre o Verdão foi no Torneio Rio-São Paulo de 1959, pelo placar de 6 a 3, gols de Didi, Melão Babá, Alfeu (3) para o time rubro-verde.

BRESCIA TEM NOVO TÉCNICO

O ex-treinador da Carrarese, Ivo Iaconi, é o novo técnico do Brescia Calcio. Ele substitui a Cristiano Bergodi, exonerado do cargo, após a derrota em casa para o Carpi no último sábado (1).

Iaconi foi zagueiro de diversas equipes nos anos 70, entre as quais o Giulianova, Fermana e Carpi. Como treinador, dirigiu o Catania, Pescara, Pisa, Reggina, Ascoli, entre outros.

O Brescia ocupa a 11º colocação, com 37 pontos ganhos, e está a sete pontos da zona de acesso à Série A do Campeonato Italiano. Sábado (5), o Brescia encara o Latina, no estádio Mario Rigamonti.

MANCHA VERDE GARANTE ACESSO NO CARNAVAL

A Escola de Samba Mancha Verde garantiu o acesso à elite do carnaval paulistano em 2015, ao ficar com o vice-campeonato do Grupo de Acesso.

A escola alviverde fez a reedição do enredo de 2006, “Bem aventurados sejam os perseguidos por causa da justiça dos homens… Porque deles é o reino dos céus”, do carnavalesco Claudio Cebola. Naquele ano a Mancha concorreu sozinha no Grupo de Escolas de Samba Desportivas e conquistou o título.

PARABÉNS TORCIDA PALMEIRENSE! NA BOLA, COMO NO SAMBA, SÓ DÁ VERDÃO!

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s